Abrindo uma revenda de veículos: Todos os documentos necessários para formalizar seu negócio

Abrindo uma revenda de veículos: Todos os documentos necessários para formalizar seu negócio

Se você pretende formalizar seu negócio de venda de veículos, ter os documentos necessários é, logicamente, um passo essencial. Com isso, sua empresa poderá usufruir de algumas vantagens como emissão de nota fiscal e um CNPJ, que pode ser utilizado futuramente para solicitar empréstimos.

E nesse artigo, vamos lhe explicar os principais passos para regular seu negócio perante a lei.

Consulta de viabilidade de nome empresarial

A primeira etapa para a abertura oficial de uma empresa, antes mesmo dos registros nos órgãos competentes, é realizar uma consulta prévia de nome para verificar se há outras empresas abertas com razões sociais idênticas ou semelhantes.

A consulta de viabilidade de nome é gratuita, além de poder ser feita online.

NIRE – Número de Identificação do Registro de Empresas

O NIRE é o registro de legalidade da empresa na Junta Comercial do Estado. É um número único e que comprova que sua empresa existe oficialmente.

No Brasil, para exercer qualquer atividade de comercio, é necessário ter seu registro na prefeitura, no estado, na Receita Federal e na Previdência Social.

O NIRE é composto por 11 dígitos: A Unidade da Federação (UF), tipo de empresa e um dígito verificador. E deve ser solicitado na Junta Comercial do estado onde a empresa reside, os custos com taxas podem variar de acordo com a região.

CNPJ

O Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica é um dos documentos mais populares para abrir uma revenda de veículos no Brasil.

Esse número é único para cada empresa e é utilizado para identifica-la, estando visível em todos os documentos emitidos após a venda de um veículo.

Para manter sua empresa dentro da legalidade esse é o documento mais importante, e será utilizado pela Receita Federal para acompanhar todas as movimentações financeiras da sua empresa e saber se os impostos estão em dia.

Inscrição Estadual

A Inscrição Estadual é o número que representará o registro da sua empresa no cadastro do ICMS e a identificará como estabelecimento regular. O documento é obrigatório para empresas que atuam em diversos segmentos, inclusive no comércio.

A liberação do documento é feita pela Secretaria da Fazenda, em alguns casos é possível emitir CNPJ e a e Inscrição Estadual no mesmo cadastro.

O documento é essencial para a emissão de nota fiscal de venda ou de produto.

Inscrição Municipal

A Inscrição Municipal é realizada junto à prefeitura do município em que o negócio irá atuar. É feito para que a empresa tenha um número de identificação no cadastro tributário municipal.

O documento é utilizado pelo poder público, que será capaz de fiscalizar e acompanhar o pagamento de alguns tributos como o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), que é de responsabilidade da prefeitura.

Alvará de Funcionamento

O Alvará de Funcionamento também é emitido pela prefeitura, e também é imprescindível para a regulação de um negócio.

O documento comprova aos órgãos de fiscalização que a empresa está apta para realizar suas atividades naquele lugar.  Qualquer negócio aberto à circulação do público precisa dessa autorização fornecida pela prefeitura.

Se uma empresa em funcionamento for pega em uma vistoria sem o alvará, o proprietário terá 30 dias para providenciá-lo. Do contrário, terá que arcar com uma multa de mais de 2 mil reais.

Todos os documentos citados aqui podem ser emitidos por conta própria, sem a necessidade de se contratar um profissional, mas contar com a ajuda de um contador nessas etapas pode agilizar muito o processo de formalização da sua empresa.

Agora você já tem um guia completo de todos os documentos necessários para legalizar sua revenda de veículos. Consulte a prefeitura da sua cidade e, se preferir, contate um profissional, ele entenderá bem sobre as regras para seu segmento e, em alguns casos, até lhe ajudar a economizar em alguns processos e tributos.

Compartilhe

Deixe um comentário